segunda-feira, 1 de julho de 2013

A ocultação de Dabih Major pela Lua em 23 de Julho 2013!

Antônio Rosa Campos
arcampos_0911@yahoo.com.br
CEAMIG – REA/Brasil - AWB

Na noite de 22 para 23 de julho próximo, a Lua - 100% iluminada e com uma elongação de 174°, ocultará a estrela Dabih Major (Beta Capricorni) de magnitude 3.1 (Figura 1). Proporcionando um belo espetáculo aos observadores munidos com pequenos instrumentos óticos como: binóculos, lunetas e telescópios, esse evento poderá ser observado numa grande extensão dos continentes americano, europeu, africano e também parte do oriente médio na Ásia.

Observadores localizados na África (Argélia, Burkina Faso, Cabo Verde, Egito, Gana, Líbia, Nigéria, São Tomé e Príncipe, Senegal e Tunísia) que abrange as porções setentrional e meridional, poderão acompanhar esse evento, conforme as circunstâncias apresentadas na tabela 1. 

Observadores localizados na América Central, região do mar do caribe (República Dominicana, Porto Rico e Trinidad e Tobago), poderão acompanhar esse evento, conforme as circunstâncias apresentadas na tabela 2.

Observadores localizados no norte da América do Sul (Brasil, Colômbia e Venezuela), poderão acompanhar esse evento, conforme as circunstâncias apresentadas na tabela 3.

Observadores localizados no Oriente Médio (Arábia Saudita, Iraque, Israel e Kuwait), poderão acompanhar esse evento, conforme as circunstâncias apresentadas na tabela 4.

E os observadores localizados no sudeste da Europa (Albânia, Bulgária, Geórgia, Grécia, Itália, Malta Romênia e Turquia) e região do Mar Negro, poderão acompanhar esse evento, conforme as circunstâncias apresentadas na tabela 5.

Além das circunstâncias de gerais de visibilidade e também de desaparecimento e Reaparecimento acima mencionadas, abaixo apresentamos o mapa global (figura 2) com a faixa global de visibilidade do fenômeno, visto que abrange também outras localidades não mencionadas nas tabelas acima.

Beta Capricorni é uma dupla fácil de observar, oferecendo um contraste de cores muito boas para o pequeno telescópio. As duas estrelas (figura. 3) compartilham um movimento próprio comum em cerca de 0,04" por ano; a separação projetada é 9.400 UA, (Burnham, 1978). Dabih está situada a 500 anos luz  de distância e sua luminosidade é de cerca de 1.500 vezes a do Sol. Beta B é uma estrela dupla de magnitude 6.1 que forma com ela um par ótico (Mourão, 1987).


A estrela brilhante é uma tripla espectroscópica, com períodos de 8.678 e 1.374 dias. Thomas William Webb também menciona um par minúsculo entre os componentes, com uma separação de 6,4" e AP de 322 °,  sendo ambas as estrelas de 13ª magnitude.

Sites recomendados:

"Como observar"
"formulário de reporte"
(ocultações de estrelas por asteróides).

Boas Observações!

Referências:

- Mourão, Ronaldo Rogério de Freitas - Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica, Ed. Nova Fronteira, Rio de Janeiro (RJ) - 1987, 914 P.

-  Campos, Antônio Rosa - Almanaque Astronômico Brasileiro 2013, Ed. CEAMIG (Centro de Estudos Astronômicos de Minas Gerais), Belo Horizonte (MG) - 2012, 100P.

- Burnham, Robert Jr. – Burnham´s Celestial Handbook (23567-X, 23568-8, 23673-0)– An Observer´s Guide to the Universe beyond the Solar System – Vol. One – Dover Publications, Inc. New York – USA, 1978. 

- Astronomical Software Occult v4.1.0.0 (David Herald - IOTA) - acesso em 27/11/2012.

- Cartes du Ciel - Version 2.76, Patrick Chevalley -  http://astrosurf.org/astropc - acesso em 19/02/2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário