sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Fusos Horários no Brasil, uma nova atualização!

Antônio Rosa Campos
arcampos_0911@yahoo.com.br
CEAMIG – REA/Brasil – AWB

Desde a criação dos fusos horários no Brasil através do decreto de Pedro de Toledo em 1913, ele já sofreu algumas modificações que não será o nosso objetivo retomar; entretanto, tornar-se necessário disseminar que o Brasil, a contar do próximo dia 10 de novembro, terá novamente o fuso horário (UTC - 5 horas) que já existia até 2008 quando então, foi modificado com a finalidade de atender programas televisivos exibidos em rede nacional.

Entretanto desde essa mudança o fuso horário causou polêmica e em 2010, a vontade popular (através de referendo) realizado no estado do Acre que visou consultar a população sobre essa alteração, apontou que 56,8% dos eleitores optaram pelo retorno do antigo horário, que tornar-se novamente em vigor após a publicação no Diário Oficial da União desta última quinta-feira (31/10/2013) conforme apresentado na figura 1.  


Vale lembrar que o Observatório Nacional vem realizando a disseminação da hora desde 1850, até mesmo porque naquele início de século XX, o Brasil possuía um único fuso horário, mas essa situação foi alterada até que em 5 de novembro de 1913 foi pela primeira vez dividido o território brasileiro em quatro fusos horários, adotando-se por base o Meridiano de Greenwich como referência.

Como o Brasil possui uma grande extensão territorial no sentido leste (Ponta dos Seixas - Cabo Branco,PB Lat. -07°09'28"S / Long. 34°47'30"W) Oeste (Nascente do rio Moa na Serra de Contamana. Acre na fronteira com o Peru, Lat. 07°33'13"S / Long. 73°59'32"W), somente na parte continental, mas acrescenta-se -2 horas (UTC -2 horas) em relação Greenwich para as ilhas oceânicas de Fernando de Noronha, Martin Vaz e Trindade e o Arquipelago de São Pedro e São Paulo, fica patente a necessidade de se possuir os fusos de -03:00 horas (UTC - 03:00), -04:00 (UTC - 04:00) e novamente, o fuso horário de -05:00 englobando todo o estado do Acre e parte do Amazonas localizado na região do município de Tabatinga (figura 2). 


Desde a mudança ocorrida a 3 anos, o fuso horário causou polêmica e em 2010, assim foi realizado um referendo foi realizado no Acre para consultar a população sobre a alteração. O resultado das urnas mostrou que 56,8% dos eleitores optaram pelo retorno do antigo horário. Até 1913, o Brasil possuía apenas um único fuso horário, então houve a sanção da Lei 2.784, pelo presidente Hermes da Fonseca. A lei dividiu o território nacional em quatro fusos tendo por base o Meridiano de Greenwich como referência.

Sempre vale lembrar que aquela região não participa do horário brasileiro de verão (BRST - Brazilian Summer Time) que já encontra-se em vigor cuja data de término prevista é 16 de fevereiro de 2014.  

Referências:

Nenhum comentário:

Postar um comentário