domingo, 1 de dezembro de 2013

Brasil celebra o Dia Nacional da Astronomia

Nelson  Travnik
nelson-travnik@hotmail.com
OAP - SAF

Os discípulos de Urânia, a Musa da Astronomia, estarão festejando nesta segunda-feira, 2 de dezembro, o Dia Nacional da Astronomia. Ele foi instituído após o 2º Encontro de Astronomia do Nordeste celebrado de 30 de junho a 3 de julho de 1978 em Recife, PE, quando os astrônomos presentes aprovaram por unanimidade o título de “Patrono da Astronomia Brasileira” a D. Pedro II (1825-1891). Foram muitas as razões da escolha. Além de astrônomo amador, modernizou o Imperial Observatório do Rio de Janeiro criado pelo seu pai D. Pedro I, contratando astrônomos europeus de renome para aqui trabalhar.  A partir da escolha a efeméride ganhou força e a data passou a celebrar o Dia Nacional da Astronomia, o Dia do Astrônomo.

Porque Astronomia?

Nossa origem como nosso destino sempre estiveram ligado aos astros e é natural portanto que a observação do céu seja uma forma de encontro com nossa história interior, uma experiência de transformação e ampliação da consciência. Quando quedamos maravilhados ante a grandiosidade das pirâmides do Egito, de Kukulcán no México ou dos monumentos megalíticos de Stonehenge na Inglaterra, devemos lembrar que eles foram construídos segundo conhecimentos astronômicos daqueles povos.  Aliada a física e a matemática, foi ela que estabeleceu os parâmetros da teoria atômica ao estudar o interior das estrelas. Geradora de ciência e tecnologia, dela nasceu a Astronáutica que permite a humanidade desfrutar dos progressos e conquistas na área das comunicações, previsões meteorológicas, posicionamento global, experiências genéticas dos alimentos, experiências laboratoriais na medicina e um sem número de outras aplicações. Diante da dependência cada vez maior dessas tecnologias realizadas no espaço, podemos afirmar que não há futuro para um país que não investir em Astronomia e Ciência Espacial. E tudo começa nos bancos escolares. Mesmo conhecendo as noções mais elementares, é importante que os alunos  não somente aprendam o que está no currículo escolar como e, principalmente, percebam a relação estreita da Astronomia com as conquistas espaciais, com a sociedade, com outras ciências, com a moderna tecnologia e com isto compreender e avaliar o que os meios de comunicação mostram em nosso dia-a-dia. E assim estar aptos a responder  algumas das perguntas que mais aguçam a mente humana: De onde vim ? O que sou ? Onde estou ? Para onde vou ?

Nelson Travnik, astrônomo e Membro Titular da Sociedade Astronômica da França.

Nenhum comentário:

Postar um comentário