quarta-feira, 1 de julho de 2015

O asteroide (21) Lutetia em 2015!

Antônio Rosa Campos
arcampos_0911@yahoo.com.br
CEAMIG – REA/Brasil - AWB

Em 16 de agosto próximo, o asteroide Lutetia estará com seu posicionamento favorável às observações (fase da Lua = +0.018), quando então sua magnitude chegará a 9.3, portanto dentro dos limites de magnitudes observáveis de instrumentos óticos de pequeno porte. A tabela abaixo apresenta suas efemérides e bem como uma carta celeste ilustrativa, objetivando sua localização nos próximos dias. 
 
Como demonstra seu número em ordem de nomeação indicado acima entre parênteses, 21 Lutetia foi descoberto pelo astrônomo amador alemão Hermann Goldschmidt (1802-1866) em Paris em 15 de novembro de 1852. Seu nome é uma alusão ao vocábulo latino que significa Paris, assim designado pelo astrônomo francês François Jean Dominique Arago (1786-1853) em homenagem à cidade onde foi descoberto (Mourão, 1987).

Em 10 de julho de 2010, a Espaçonave Rosetta da ESA (Agência Espacial Europeia, por sua sigla em inglês = European Space Agency) sobrevoou (21) Lutetia a uma distância de 3170 km, quando então foi possível realizar 462 imagens do hemisfério norte deste asteroide, revelando mais de 50 por cento de sua superfície, revelando ainda ser esse objeto irregular com dimensões de 121 x 101 x 75 km.

Mais de 350 crateras foram identificadas com diâmetros variando de 600 metros a 55 km e uma profundidade de até 10 km. Os dados obtidos pela Rosetta indicam que (21) Lutetia é provavelmente um objeto do sistema solar inicial, um dos blocos de construção a partir da qual os demais planetas nasceram a 4,5 bilhões de anos.

Notas:
1 = (ua)* Unidade Astronômica. Unidade de distância equivalente a 149.600 x 106m. Convencionou-se, para definir a unidade de distância astronômica, tornar-se como comprimento de referência o semi-eixo maior que teria a órbita de um planeta ideal de m=0, não perturbado, e cujo período de revolução fosse igual ao da Terra.

2 = As coordenadas equatoriais ascensão reta e declinação (J2000.0) são apresentadas no formato HH:MM:SS (hora/grau, minuto e segundo).

Referências:

- MOURÃO, Ronaldo Rogério de Freitas. Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica. Rio e Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 1987,  914P.

- SCHULZ, Rita et al. Rosetta Reveals Mysterious Lutetia, ESA; Disponível em: 

- CAMPOS, Antônio Rosa. Almanaque Astronômico Brasileiro 2015. Belo Horizonte: Ed. CEAMIG (Centro de Estudos Astronômicos de Minas Gerais), 2014. Disponível em: <http://www.ceamig.org.br/5_divu/alma2015.pdf> Acesso em 03 dez. 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário