terça-feira, 1 de setembro de 2015

O Eclipse Total da Lua em 28 de setembro 2015!

Antônio Rosa Campos
arcampos_0911@yahoo.com.br
CEAMIG – REA/Brasil - AWB

I – Introdução

Em 28 de setembro próximo teremos a ocorrência do segundo eclipse total da Lua deste ano, quando então observadores de toda a região este do Pacífico, Américas, Europa e no oeste da Ásia, terão a oportunidade registrar este evento, conforme apresentado na figura 1. O evento será observado em sua totalidade para os observadores localizados na região do oceano Atlântico.  

Já observadores localizados no oeste da Ásia e oeste da África bem como ainda parte da Europa oriental, terão a visibilidade do eclipse com o fenômeno ocorrendo no ocaso; já observadores localizados na região central, (incluindo partes do sudeste da Europa) setentrional e ocidental da Europa; oceano Atlântico (América Central e América do Sul e grande parte da América do Norte), bem como regiões do oceano Pacífico (região Este) observarão o evento em sua totalidade; já observadores localizados no oeste da América do norte (Estados Unidos e Canadá) observarão o eclipse ocorrendo no nascer conforme apresentado na figura 2 abaixo. Os instantes de contatos primários e as principais fases deste eclipse, também são apresentados na figura 1 acima com tempos estimados em UTC = Tempo Universal Coordenado (em inglês: Coordinated Universal Time).

II – Imersão e Emersão de crateras

Da mesma forma na tabela 1 abaixo, são apresentados em tempo universal coordenado, os horários previstos para os contatos com centro de crateras e outros acidentes lunares mais facilmente identificáveis no relevo lunar. 

III – Avaliações da coloração segundo a Escala de Danjon

Outro fato curioso é que a Lua permanecerá mais escura durante este o evento, devido a influência de aerossóis provenientes de explosões vulcânicas que ocorreram entre abril e agosto deste ano, desta forma recomendo a todos uma visita as páginas da Seçcão Lunisolar da REA/Brasil (link:

Outro ponto de igual importância será a avaliação, do quanto este eclipse poderá estar claro ou escuro e felizmente temos como avaliar isso. O astrônomo francês André-Louis Danjon (1890 - 1967) propôs uma escala de cinco pontos úteis para avaliar o aspecto visual e o brilho da Lua durante a fase de totalidade dos eclipses lunares. Os valores "L" (inseridos na tabela 2) para várias luminosidades são definidos da seguinte forma:

IV – Ocultações de estrelas pela Lua durante o Eclipse

Durante a ocorrência deste eclipse, o disco lunar também ocultará brilhantes estrelas localizadas na constelação de Peixes conforme apresentado no quadro 1 abaixo.

Desta forma então a tabela 3 abaixo indica algumas estrelas entre as magnitudes 6.4 a 7.9, cujos registros observacionais serão bastante interessantes:

V – Conclusão

Se ocorrer um eclipse mais claro ou escuro certamente a gigantesca tela lunar revelará essa informação aos observadores durante a ocorrência deste eclipse. Da mesma forma que os eclipses de 09 dezembro de 1992, 29 de novembro de 1993 e 16 maio de 2003 mostraram-se significativamente mais escuros que o previsto. Os eventos vulcânicos responsáveis por esses efeitos foram identificados, destacando-se dentre eles: a violenta explosão do Monte Pinatubo em Junho de 1991 e a erupção do Monte Reventador em Novembro de 2002 (VITAL, 2007).

Caso algum observador nesta área possa realizar algumas cronometragens de imersão e emersão das crateras ou mesmo realizar estimativas da coloração utilizando a Escala de Danjon, a coordenadoria de Eclipses da REA, que foi criada em 2003 acolherá seus dados da melhor forma possível, visto que a influência de explosões vulcânicas ocorridas no período acima mencionado, poderão ser capazes de injetar novamente uma grande quantidade de cinzas na estratosfera terrestre.

Boas Observações!

Referências:

- MOURÃO, Ronaldo Rogério de Freitas. Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica. Rio e Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 1987,  914P.

- CAMPOS, Antônio Rosa. Almanaque Astronômico Brasileiro 2015. Belo Horizonte: Ed. CEAMIG (Centro de Estudos Astronômicos de Minas Gerais), 2014. Disponível em http://www.ceamig.org.br/5_divu/alma2015.pdf: Acesso em 03 dez. 2014.

- VITAL, Hélio Carvalho. E-Mail (Correspondência Pessoal). 19 Ago. 2015, 01:25 (PM).

- ___________. Monitorando Explosões Vulcânicas na tela Lunar. REA/Brasil. REPORTE Nº 12, págs. 67/69. 2007. Disponível em:  http://www.rea-brasil.org/reportespdf/reporte12-artigo11.pdf Acesso em: 05 mar. 2015.

- ESPENAK. Fred - Fred Espenak`s Eclipse Home Page (NASA/GSFC) - Available http://eclipse.gsfc.nasa.gov/eclipse.html- Acess in: 23 Aug. 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário