terça-feira, 1 de março de 2016

Grupo de Reconhecimento e Estudos do Céu: o que estamos aprendendo?

Fevereiro 2016

Aléxia Lage de Faria
alagef@gmail.com

“A ciência não é apenas uma discípula da razão, mas também do romance e da paixão.” 
Stephen Hawking

O Grupo de Reconhecimento e Estudos do Céu tem como missão criar e manter a cultura da observação e reconhecimento da esfera celeste entre os associados recém-ingressos nos quadros do CEAMIG – Centro de Estudos Astronômicos de Minas Gerais (CAMPOS, 2014). Os membros se reúnem aos sábados para estudo teórico e/ou prático e mensalmente realizam observações, quando as condições do tempo assim permitem. 

Durante as reuniões do grupo, realizadas no período de 30/01/2016 a 20/02/2016, os seguintes tópicos foram estudados:

Técnicas de observação: critérios para avaliar a estabilidade atmosférica e a visão.

O céu profundo: galáxias e classificação de galáxias.

Na parte prática, foi dada continuidade ao Programa Observacional de Nebulosidade – PON, iniciado em 1°de dezembro de 2015. Os resultados que serão apresentados, referem-se, portanto, à coleta de estimativas realizadas durante todo o mês de janeiro de 2016. 

E o que estamos aprendendo no Programa Observacional de Nebulosidade?

O objetivo deste programa é diariamente estimar a nebulosidade do céu, em percentagem (%), em uma determinada área, e sempre no mesmo horário. Ao final, serão calculadas as médias individuais mensais do índice de nebulosidade e, por fim, a média geral do índice para cada mês do ano. 

As estimativas, embora sejam coletadas em bairros distintos, são todas realizadas na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

1 - A metodologia empregada é bastante simples e composta pelos seguintes passos:

Utilizando a Folha de Registro, conforme mostrado na Figura 1, preencher o cabeçalho informando o Nome do Observador, o Horário da Observação em Tempo Universal (TU), Ano, Latitude, Longitude e Altitude (em metros) do local de observação.

Figura 1 - Folha de Registro do Programa Observacional de Nebulosidade.
Fonte: CEAMIG, 2015.

2 - Para cada dia do mês, à mesma hora (com tolerância de ±15 minutos), estimar em percentagem (%) a nebulosidade do céu, sempre no mesmo local, e anotá-la na Folha de Registro. Exemplo: 100% = céu totalmente encoberto.

3 - Enviar os dados anotados na Folha de Registro, semanalmente, ao responsável pela coleta de estimativas dos observadores. As informações enviadas serão inseridas em uma planilha que efetuará os cálculos para obtenção do Índice Médio Mensal Individual (IMMI), Índice Médio Mensal Final (IMMF) e Produtividade Observacional (PO), bem como gerará os respectivos gráficos de cada um desses índices.

4 - O Índice Médio Mensal Individual (IMMI) é calculado somando-se todas as estimativas de um observador (em %), realizadas em um determinado mês, dividindo-se pelo número de dias de observação. Seu resultado representa a média de nebulosidade (em %) obtida em um determinado mês, para um dado observador.

IMMI =  (∑ 〖Estimativas coletadas no mês por um dado observador〗)/(Número de Dias de Observação)

5 - O Índice Médio Mensal Final (IMMF) é calculado somando-se todas as estimativas de todos os observadores (em %), realizadas em um determinado mês, dividindo-se pelo número de observadores. Seu resultado representa a média de nebulosidade em um determinado mês (em %).

IMMF=  (∑〖Estimativas coletadas no mês por todos os observadores〗)/(Número de Observadores)

6 - Será também informada a Produtividade Observacional (PO). É calculada somando-se a quantidade de estimativas de todos os observadores, realizadas em um determinado mês, e multiplicando-se o valor encontrado por 30s (tempo médio considerado para a coleta de cada estimativa, em segundos). Seu resultado representa a quantidade de tempo gasto com a coleta de estimativas de todos os observadores, podendo ser expresso em minutos ou horas.
 
PO=(∑= 〖Quantidade de estimativas de todos os observadores) x 30s〗


Para reportar as estimativas coletadas, foi definida uma Sintaxe de Reporte, conforme explicado na Figura 2 abaixo.

Figura 2 - Sintaxe de Reporte das estimativas do Programa Observacional de Nebulosidade.
Fonte: CEAMIG, 2015.

Na Figura 3, é apresentado o reporte de nebulosidade dos meses de novembro e dezembro de 2015 e janeiro de 2016.

Figura 3 - Reporte de Nebulosidade de novembro e dezembro/2015 e janeiro/2016.
Fonte: CEAMIG, 2015 e 2016.

O resultado do Índice Médio Mensal Individual (IMMI), para cada observador, pode ser visto na Figura 4:

Figura 4 - Índice Médio Mensal Individual de janeiro/2016.
Fonte: CEAMIG, 2016.


Os resultados do Índice Médio Mensal Final (IMMF), referentes aos meses de novembro e dezembro de 2015 e janeiro de 2016 podem ser vistos na Figura 5:

Figura 5 -  Índice Médio Mensal Final de novembro e dezembro/2015 e janeiro/2016.
Fonte: CEAMIG, 2015 e 2016.

Por fim, foram gastos 52,5 minutos para a realização da coleta de todas as estimativas no mês de janeiro/2016, conforme mostrado na Figura 6.

Figura 6 -  Produtividade Observacional de dezembro/2015 e janeiro/2016.
Fonte: CEAMIG, 2015 e 2016.

No próximo informativo, serão apresentados os resultados do programa referentes ao mês de fevereiro/2016. 

REFERÊNCIAS

CAMPOS, Antônio Rosa. (arcampos_0911@yahoo.com.br). [Ceamig] Grupo de Estudos de Reconhecimento do Céu! [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por ceamig@yahoogrupos.com.br em 24 nov. 2014.

CEAMIG – CENTRO DE ESTUDOS ASTRONÔMICOS DE MINAS GERAIS. Base de Dados do Programa Observacional de Nebulosidade. Dados referentes aos meses de novembro e dezembro de 2015, coletados pelo Grupo de Reconhecimento e Estudos do Céu - GREC. Belo Horizonte: CEAMIG, 2015.

CEAMIG – CENTRO DE ESTUDOS ASTRONÔMICOS DE MINAS GERAIS. Base de Dados do Programa Observacional de Nebulosidade. Dados referentes ao mês de janeiro de 2016, coletados pelo Grupo de Reconhecimento e Estudos do Céu - GREC. Belo Horizonte: CEAMIG, 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário